EFEITO DA DENSIDADE E DA DISTRIBUIÇÃO DO CARURU-GIGANTE SOBRE QUATRO CULTIVARES DE ALFACE

O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito da densidade e distribuição de plantas de caruru-gigante (Amaranthus retroflexus) em convivência com quatro cultivares de alface (Latuca sativa L.). Foram utilizadas as variedades Lídia, Verônica, Lucy Brown e Salad Bowl, que, após transplantadas, conviveram até a colheita com quatro plantas de caruru localizadas interna ou externamente ou com uma planta de caruru, com testemunha sem a planta daninha. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado (DIC), com os tratamentos dispostos no esquema fatorial 4 x 4, com três repetições, sendo que as parcelas experimentais corresponderam a caixas com área de 0,025 m-2 preenchidas com Latossolo Vermelho Escuro. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância (teste F), com as médias sendo comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Quatro plantas de caruru interferiram de modo mais acentuado do que uma planta, sendo que a convivência mais crítica com a cultura foi de quatro plantas daninhas localizadas internamente. A cultivar mais tolerante foi a Lucy Brown, enquanto as mais sensíveis à convivência foram as cultivares Lídia e Verônica