EFEITO ALELOPÁTICO DE EXTRATOS DE CYMBOPOGON CITRATUS EM BIDENS PILOSA E LACTUCA SATIVA

A origem comum de princípios ativos medicinais e aleloquímicos de plantas no metabolismo secundário sustentam a hipótese do potencial alelopático de plantas medicinais. O capim-limão (Cymbopogon citratus (D.C.) Stapf), planta com amplo uso na medicina popular e vasta inserção no mercado mundial, ainda é pouco conhecida quanto ao potencial alelopático. O picão preto (Bidens pilosa L.) é uma importante planta infestante de culturas anuais, principalmente no Centro-Sul do Brasil, cujo intenso controle com produtos químicos incentiva à busca por novas estratégias. Este trabalho visou avaliar o efeito alelopático de diferentes formas de extratos de capim limão sobre germinação e crescimento inicial de picão-preto e de alface. Nos ensaios in vitro, aquênios (25) distribuídos em placas de Petri, em B.O.D., receberam óleo essencial (0,2 %), hidrolato, extrato seco (50 % e 33 %, autoclavados e não autoclavados) e tintura (50 % – T 1:1 e 33 % – T 1:2) de capim-limão. Nos ensaios in vivo, aquênios (50) semeados em bandejas de isopor (com Plantmax®) receberam T 1:1 e T 1:2. Os resultados obtidos indicam que a germinação (G) e o Índice de Velocidade de Germinação (IVG) das espécies foram reduzidos pelo hidrolato e óleo essencial, as tinturas foram inibitórias in vitro e in vivo, e os extratos secos reduziram o IVG de ambas as espécies