BANCO DE SEMENTES E LEVANTAMENTO FITOSSOCIOLÓGICO DE PLANTAS DANINHAS NA CULTURA DA MANDIOCA

: Objetivou-se com este trabalho avaliar a distribuição e a composição de plantas daninhas em dois locais de cultivo da mandioca por meio de levantamento fitossociológico e estudo de bancos de sementes. Os resultados indicaram que as espécies Cyperus rotundus L., Commelina benghalensis L., Sorghum arundinaceum (Desv.) Stapf., Alternanthera tenella Colla, Emilia fosbergii Nicolson, Talinum paniculatum (Jacq.) Gaertn. e Panicum maximum Jacq. se destacaram entre as demais espécies nos dois locais. Por outro lado, os resultados obtidos no banco de sementes indicaram que as espécies Cyperus rotundus L., Eleusine indica (L.) Gaertn., Sorghum arundinaceum (Desv.) Stapf, Amaranthus retroflexus L., Stemodia verticillata (Mill.) Hassl., Lepidium virginicum L., Mollugo verticillata L., Portulaca oleraceae L. e Alternanthera tenella Colla foram as que mais se destacaram nos dois bancos de sementes. Observou-se que na área da Estação Experimental de Campos da PESAGRO-Rio, das dez espécies de plantas daninhas encontradas, seis espécies do banco de sementes estavam presentes em ambos os experimentos e a na área do Assentamento Zumbi dos Palmares, das 27 espécies de plantas daninhas identificadas no levantamento fitossociológico, nove foram encontradas no banco de sementes. A espécie Cyperus rotundus L., foi a que mais se destacou, seguida de Commelina benghalensis L., Sonchus oleraceus L., Cleome affinis DC., Euphorbia heterophylla L., Sida santaremensis H. Monteiro, Bidens subalternans DC., Amaranthus deflexus L. e Emilia fosbergii Nicolson.