PULVERIZAÇÃO DE GLYPHOSATE COM URÉIA + SULFATO DE AMÔNIO ALCANÇA MAIOR EFICÁCIA

Dois experimentos foram desenvolvidos com o objetivo de avaliar a eficácia do herbicida glyphosate sobre plantas de Digitaria insularis quando pulverizado com solução de sulfato de amônio (SA), uréia (U) e U+SA. Aos 28 dias após aplicação, de acordo com curvas de dose-resposta (primeiro experimento), foram necessários 409 g ha-1 de glyphosate para controlar 50% da planta daninha (C50) quando água sem adjuvantes foi utilizada como veículo de pulverização. Para obtenção dos mesmos 50% de controle, as doses foram reduzidas para 373, 208 e 189 g ha-1, quando à água de pulverização foi adicionada uréia (5 g L-1), sulfato de amônio (15 g L-1) ou U+SA (2,5 + 7,5 g L-1), respectivamente. A redução na dose proporcionada pela combinação de glyphosate com U+SA também foi observada para controles de 80% (C80). No segundo experimento, a adição de U+SA à calda elevou o controle da menor dose de glyphosate (360 g ha-1), igualando-o à aplicação da maior dose (720 g ha-1) sem adjuvantes. Estes resultados evidenciam efeito complementar das fontes nitrogenadas quando adicionadas à calda de glyphosate, de modo que novos experimentos devem ser desenvolvidos em campo para validar esta constatação.