GESTÃO DAS INVASORAS LENHOSAS HAKEA SALICIFOLIA E HAKEA

Hakea salicifolia e Hakea sericea são duas espécies invasoras em Portugal. Neste trabalho estudou-se a morfoanatomia de folhas jovens e adultas nos dois taxa e a sua possível implicação no controlo químico. Plantas jovens de ambas as espécies foram sujeitas a pulverizações foliares com glifosato e adição de adjuvantes. Em H. salicifolia doses superiores a 0,1 g L-1 de glifosato foram 100% eficazes. Em H. sericea 100% de eficácia foi obtida com doses de 15 g L-1 de glifosato. Plantas adultas de H. salicifolia pinceladas após corte do tronco com 10,0 g L-1 de glifosato apresentaram uma mortalidade de 100%. Observações em microscopia óptica e electrónica de varrimento mostraram diferenças morfológicas e anatómicas entre as folhas das duas espécies, apresentando ambas adaptações funcionais e estruturais, como o índice estomático (6,8 e 2,4 em folhas jovens de H. salicifolia e H. sericea, respectivamente) e a espessura da cutícula (3,9 e 15 mm, em folhas jovens de H. salicifolia e H. sericea, respectivamente) que poderão explicar a elevada susceptibilidade ao glifosato verificada em H. salicifolia relativamente à espécie H. sericea.