FLORA ADVENTÍCIA EM VINHAS DE ÉVORA E BORBA

Efectuou-se um estudo nas zonas vitivinícolas de Borba e Évora que teve por objectivo caracterizar a flora infestante das vinhas das duas zonas. Foram realizados 142 inventários florísticos, tendo-se inventariado 315 taxa, repartidos por 48 famílias, pertencendo 50% dos taxa a apenas três famílias : Leguminosae, Compositae e Gramineae. A grande maioria das espécies identificadas é anual. Apesar da grande diversidade florística apenas sete espécies (Andryala integrifolia, Chamaemelum mixtum, Crepis capillaris, Echium plantagineum, Erodium moscahtum, Lolium perenne e Sonchus tenerrimus) apresentaram uma frequência relativa superior a 75%, e 23 entre 75 e 50%. Apenas oito espécies estavam presentes em todos os levantamentos. Os dados recolhidos indicam que é reduzido o número de espécies que do ponto de vista agronómico se deve ter em atenção e, simultaneamente, que existe um elevado potencial para o enrelvamento natural ser adoptado como medida de gestão das infestantes