EMERGÊNCIA DE SIDA RHOMBIFOLIA L. EM DIFERENTES ÉPOCAS E PROFUNDIDADES DE SEMEADURA

Um dos maiores problemas em áreas de pastagem é o manejo das plantas infestantes. A planta daninha Sida rhombifolia L. popularmente conhecida como guanxuma, é uma das principais plantas daninhas de áreas de pastagem, acarretando sérios problemas para o produtor. O presente trabalho teve por objetivo avaliar a capacidade de emergência de plântulas de Sida rhombifolia em épocas distintas, localizados em diferentes profundidades no perfil do solo, em condições de casa de vegetação. Durante o mês de setembro de 2008 (primavera) e janeiro de 2009 (verão), realizaram-se dois estudos em casa-de-vegetação avaliando-se a emergência de plântulas de S. rhombifolia em diferentes profundidades de semeadura (0, 1, 2, 3, 4 e 5 cm). O experimento foi conduzido em vasos de 5 L, utilizando-se latossolo vermelho argiloso, com 5 repetições contendo 50 sementes por vaso. Nas duas épocas, a porcentagem de emergência e a velocidade de germinação (IVE) foram crescentes até o 17o dia após a semeadura, sendo que nas profundidades de um, dois e três centímetros foram as mais favoráveis a emergências. A um centímetro de profundidade, a germinação foi de 28% e 32%, na primavera e no verão, respectivamente, diferindo estatisticamente das demais profundidades; todavia, a cinco centímetros, a germinação foi de apenas 8% e 13%, respectivamente