CARACTERÍSTICAS PRODUTIVAS DE CULTIVARES DE SOJA RR E CONVENCIONAL SOB INFLUÊNCIA DO HERBICIDA GLIFOSATO

A compreensão do comportamento de plantas transgénicas e convencionais submetidas ao uso de glifosato em condições de campo é de fundamental importância para a adoção da gestão dessa tecnologia. Neste contexto, o presente estudo teve como objetivo avaliar o rendimento de grãos de duas cultivares de soja (CD-216 e CD-212RR), sendo divido em duas etapas: (i) avaliar o efeito de componentes de produção, da deriva simulada de glifosato, por meio de subdoses da substância activa (s.a.) de (1,3; 2,6; 5,3; 11,5 e 22,5 g s.a. ha-1) nas duas cultivares; (ii) avaliar a influência de doses de glifosato (720; 1080; 1440 e 1800 g s.a. ha-1) na produtividade da cultivar de soja transgénica. Os delineamentos experimentais foram em blocos casualizados, com quatro repetições. Aos 7, 14, 21 e 28 dias após a aplicação (DAA) foram realizadas avaliações visuais de fitotoxidade nas plantas de soja. Os parâmetros avaliados foram: altura de planta, número de vagens por planta, número de grãos por vagem, peso de 100 grãos e rendimento de grãos. A cultivar CD-212RR não foi influenciada pela aplicação das subdoses de glifosato. Não foi observado efeito de estímulo de crescimento devido à aplicação de subdoses de glifosato em ambas cultivares em condições de campo. Doses a partir de 15 g s.a. ha-1 causaram 60% fitotoxidade na cultivar CD-216, aos 28 DAA reduzindo a produção em 33%. A altura e o número de vagens por planta da cultivar CD-212RR foram reduzidas e a produtividade diminuiu 21% com a aplicação de 1800 g s.a. ha-1 de glifosato.