AVALIAÇÃO DE EFICIÊNCIA DO HERBICIDA MON 78239 EM PRÉ-PLANTIO E E EM PÓS-EMERGÊNCIA TOTAL, NA CULTURA DA SOJA RR IMPLANTADA NO SISTEMA PLANTIO DIRETO.

A soja é uma das mais importantes culturas agrícolas do Brasil e do mundo. Devido ao clima, uma grande quantidade de plantas daninhas interfere em seu desenvolvimento, podendo reduzir de 30 a 40 % sua produtividade. Dentre os herbicidas utilizados no manejo das plantas daninhas em pré-plantio da cultura destaca-se o glyphosate, que possui ação sistêmica, não seletiva e de amplo espectro de controle das plantas daninhas. O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar a eficiência agronômica de uma nova formulação de glyphosate – MON 78239, em aplicações de manejo e posteriormente em aplicações de pós-emergência única ou seqüenciais, no controle das plantas daninhas na cultura de soja geneticamente modificada tolerante ao glyphosate. O experimento foi constituído por nove tratamentos, sendo seis doses de MON 78239 a 4,5+1,0; 4,5+1,5; 4,5+2,0; 4,5+1,0+0,5; 4,5+1,5+1,0 e 4,5+2,0+1,5 kg/ha e Roundup WG (Pré Plantio) a 3,5 kg.ha-1 + Roudup Ready (1ª Pós) a 2,0 kg.ha-1 e as testemunhas com e sem capina. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com quatro repetições. Avaliou-se o controle das plantas infestantes e a fitotoxicidade aos 14, 28 e 42 dias após aplicação (DAA) utilizando-se a escala percentual de controle e no final do ciclo, a produtividade da cultura. Com base nos resultados observados, pode-se concluir que as formulações de MON 78239 foram altamente eficientes no controle de Digitaria horizontalis, Cenchrus echinatus e Amaranthus deflexus em todas as doses testadas, mostrando-se seguro para a cultura da soja RR implantada no sistema plantio direto.